COMPETENCY MANAGEMENT IN BRAZIL: A MULTI-CASE STUDY

Harrison Bachion Ceribeli, Gustavo Nunes Maciel, Camila Alves Guilarducci

Resumo


A large part of the contemporary organizations is inserted in a highly competitive and dynamic environment, bringing to the managers the challenge of rethinking organizational strategies and management models. In this context, competency management emerges as a promising model capable of linking people management processes to business strategy. Therefore, the present research had as objective to analyze the models of competency management implemented by large organizations in Brazil. Three case studies were carried out, comprising beverage, chemical and steel industries, and then a comparative analysis was performed. From the obtained results, it was verified the importance of aligning values and organizational strategies to the defined competency model; use feedback as a human development tool; and implement a horizontal and in Y career structure. The contributions of the present research are perceived in two different environments. Firstly, in the business sphere, it has the potential to contribute in order to reduce the difficulties experienced by various organizations when trying to adopt competency management, which often use practices that do not fit with this system and maintain human resources management processes not aligned with the business strategy. Additionally, regarding the administrative science, the accomplishment of this study contributes to mitigate the theoretical gap around the researched topic.

 


Palavras-chave


Modelo de competências. Gestão estratégica de pessoas. Competências humanas essenciais.

Referências


AMORIM, T. N. G. F.; SILVA, L. B. Gestão por competências: nuances e peculiaridades. REUNA, v. 16, n. 1, p. 103-119, 2011.

BRANDÃO, H. P.; ZIMMER, M. V.; PEREIRA, C. G.; MARQUES, F.; COSTA, H. V.; CARBONE, P. P.; ALMADA, V. F. Gestão de desempenho por competências: integrando a gestão por competências, o balanced scorecard e a avaliação 360 graus. Revista de Administração Pública, v. 42, n. 5, p. 875-898, 2008.

BRANDÃO, H. P.; LEITE, J. B. D.; CARBONE, P. P.; VILHENA, R. M. DE P. Gestão por competências e gestão do conhecimento. São Paulo: Editora FGV, 2011.

BRANDÃO, H. P. Mapeamento de competências: métodos, técnicas e aplicações em gestão de pessoas. São Paulo: Atlas, 2012.

CERIBELI, H. B.; ALMEIDA, C. A. M. Gestão por competências: um estudo de caso em uma indústria no Brasil. Revista Globalización, Competitividad y Gobernabilidad, v. 9, n. 1, p. 118-130, 2015.

CORALLO, A.; LAZOI, M.; MARGHERITA, A.; SCALVENZI, M. Optimizing competence management processes: a case study in the aerospace industry. Business Process Management, v. 16, n. 2, p. 297-314, 2010.

DUTRA, J. S. Competências: conceitos e instrumentos para a gestão de pessoas na empresa moderna. São Paulo: Atlas, 2004.

FERRAZZA, D. S.; CUNHA, D. L.; PINTO, M. D. Gestão por competências: a realidade vivenciada por empresas de consultoria em recursos humanos em Florianópolis/SC. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 6, n. 3, p. 36-52, 2012.

FLEURY, A. C. C.; FLEURY, M. T. L. Construindo o conceito de competência. Revista de Administração Contemporânea, edição especial, p. 183-196, 2001.

FLEURY, A. C. C.; FLEURY, M. T. L. Estratégias competitivas e competências essenciais: perspectivas para a internacionalização da indústria no Brasil. Gestão & Produção, v.10, n. 2, p.129-144, 2003.

GARCÍA-SÁIZ, M. Una revisión constructiva de la gestión por competencias. Anales de Psicología, v. 27, n. 2, p. 473-497, 2011.

GERHARDT, T. E; SILVEIRA, D. T. Métodos de Pesquisa. 1. ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GORLOV, S. M.; LAZAREVA, N. V.; FURSOV, V. A. Competence-based approach to the HR management using industrial branch. Asian Social Science, v. 11, n. 7, p. 349-355, 2015.

GRÖSCHKE, D. Group Competence: Empirical Insights for the Management of Groups in Dynamic and Complex Situations. Organizational Cultures, v. 12, n. 4, p. 11-22, 2013.

HEILMANN, P.; HEILMANN, J. Competence management in maintenance: case – Finnish Forest Company. Management Research Review, v. 35, n. 1, p. 4-13, 2012.

HONDEGHEM, A.; HORTON, S.; SCHEEPERS, S. Modelos de gestão por competências na Europa. Revista do Serviço Público, v. 57, n. 2, p. 241-258, 2006.

LIMA, M. A. M.; ROCHA, B. P. L. Avaliação de programas de gestão por competências: um estudo em organizações da Região Metropolitana de Fortaleza – CE. Organizações em Contexto, v. 8, n. 16, p. 167-194, 2012.

MANZINI, E. J. A entrevista na pesquisa social. Didática, v. 26, p. 149-158, 1990.

MUNCK, L.; MUNCK, M. G. M.; SOUZA, R. B. Gestão de pessoas por competências: análise de repercussões dez anos pós-implantação. Revista de Administração Mackenzie, v. 12, n. 1, p. 4-52, 2011.

RIPAMONTI, S.; SCARATTI, G. Weak knowledge for strengthening competences: a practice-based approach in assessment management. Management Learning, v. 43, n. 2, p. 183-197, 2011.

ROSA, J. H.; BARBOSA, J. L. V.; KICH, M.; BRITO, L. A multi-temporal context-aware system for competence management. International Journal of Artificial Intelligence in Education, v. 25, n. 4, p. 455-492, 2015.

SCHUTTE, N.; BARKHUIZEN, N.; VAN DER SLUIS, L. The validation of a human resource management professional competence model for the South African context. Journal of Industrial Psychology, v. 41, n. 1, p. 1-9, 2015.

SILVA, L. V.; LUZ, T. R. Gestão por competências: um estudo dos impactos gerados na avaliação de desempenho e remuneração. Gestão e Sociedade, v. 4, n. 8, p. 539-561, 2010.

SILVA, A. C.; MUNHOZ, F. M.; OLIVEIRA, L. M. B.; SILVA, W. R. C.; WOEHL, S.; CATAPAN, A.; MARTINS, P. F. A gestão por competência na busca de uma organização eficaz: estudo de caso em uma universidade brasileira. Revista Globalización, Competitividad y Gobernabilidad, v. 8, n. 2, p. 102-120, 2014.

STOKES, P.; OIRY, E. An evaluation of the use of competencies in human resource development – a historical and contemporary recontextualisation. Euromed Journal of Business, v. 7, n. 1, p. 4-23, 2012.

TRIPATHI, P.; RANJAN, J. Data flow for competence management and performance assessment systems: educational institution approach. International Journal of Innovation and Learning, v. 13, n. 1, p. 20-32, 2013.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005.

ZAGO, C. C.; RETOUR, D. Cultura organizacional: nível coletivo constitutivo da gestão por competências. Gestão & Produção, v. 20, n. 1, p. 180-191, 2013.


Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .