Coaching nas Organizações: uma revisão bibliográfica

Teodoro Malta Campos, Heloisa Maria Nunes Pinto

Resumo


Este artigo tem por objetivo realizar uma revisão bibliográfica sobre a aplicação de processos de coaching no âmbito organizacional. Para tanto consultou-se as bases de dados do Proquest, Scielo e Google acadêmico. A maior parte das pesquisas enfatiza que aplicação de processos de coaching no âmbito organizacional traz benefícios no tocante ao desenvolvimento pessoal do executivo que recebe o processo. Contudo, o coaching enquanto um campo de estudo teórico apresenta lacunas no conhecimento tais como: não há congruência em termos de definição; as pesquisas divergem sobre a formação e maneira de atuação do profissional que conduz o processo (coach); faltam especificações sobre como conduzir o processo individualmente e quando conduzir para equipes; não há distinção clara entre a prática do coaching em relação as práticas do mentoring e do aconselhamento, e há pouca orientação no tocante aos parâmetros objetivos de desenvolvimento do processo. Diante as lacunas identificadas é apresenta uma agenda com oportunidades para o desenvolvimento de novas pesquisas. Também foi possível verificar que dentro do processo de coaching há uma relação de liderança entre o condutor e o conduzido.

 


Palavras-chave


Coaching; Orientação Profissional; Coaching organizacional

Referências


BLANCO, V. Um Estudo Sobre a Prática do Coaching no Ambiente Organizacional e a Possibilidade de sua Aplicação na Prática de Gestão do Conhecimento. Programa de Pós-Graduação Strictu Sensu em Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação da Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2006.

CARDOSO, M; RAMOS, L.; D´INNOCENZO, M. Liderança Coaching: um modelo de referência para o exercício do enfermeiro-líder no contexto hospitalar. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 45, n. 3, p.730-737, 2011.

CLUTTERBUCK, D. Coaching Eficaz: como orientar sua equipe para potencializar resultados. São Paulo, 2. ed, Editora Gente, 2008.

ELLINGER, A.; HAMLIN, R.; BEATTIE, R. Behavioural Indicators of Ineffective Managerial Coaching: A Cross-National Study. Journal of European Industrial Training, v. 32, n. 4, p. 240-257, 2008.

FERREIRA, M.; CASADO, T. Coaching, Mentoring ou Career Counseling? XIII Seminários de Administração…Anais, São Paulo, 2010.

GORBY, C. Everyone Gets a Share of the Profits. Factory Management & Maintenance, v. 95, p. 82-83, 1937.

GRANT, A.; CAVANAGH, M. Toward a Profession of Coaching: Sixty-Five Years of Progress and Challenges for the Future. International Journal of Evidence Based Coaching and Mentoring, v. 2, n. 1, p. 1-16, 2004.

HACKMAN, R.; WAGEMAN, R. A Theory of Team Coaching. Academy of Management Review, v. 30, n. 2, p. 269–287, 2005.

HAYDEN, S. Getting Better Results from Post-Appraisal Interviews. Personnel, v. 31, p. 541-550, 1955.

HERSEY P; BLANCHARD K. Psicologia para Administradores: a teoria e as técnicas da liderança situacional. São Paulo: EPU, 1986.

KETS DE VRIES, M. Leadership Group Coaching in Action: The Zen of Creating High Performance Teams. Academy of Management Executive, v. 19, n. 1, p. 61-76, 2005.

KILBURG, R. Toward a Conceptual Understanding and Definition of Executive Coaching. Consulting Psychology Journal: Practice and Research, v. 48, n. 2, p. 134-144, 1996.

LANDSBERG, M. The Tao of Coaching. Londres: HarperCollins, 1996.

LEVIN, L.; BOZER, G.; CHARMINE, H. Executive Coaching in a Family Business Environment. The Business Review, Cambridge, v. 9, n. 2, p. 200-211, 2008.

MAHLER, W. Improving coaching skills. Personnel Administration, v. 27, n. 1, p. 28-33, 1964.

MILARE,S.; YOSHIDA, E. Intervenção Breve em Organizações: Mudança em Coaching de Executivos. Psicologia em Estudo, v. 14, n. 4, p. 717-727, 2009.

PINCHOT, E.; PINCHOT, G. Raízes e Limites do Aconselhamento de Carreira. In GOLDSMITH, M., LYONS, L.; FREAS, A. (Eds.), Coaching: O Exercício da Liderança, 7. ed. São Paulo: Campus, 2003..

SILVA, C. Orientação Profissional, Mentoring, Coaching e Counseling: algumas Singularidades e Similaridades em Práticas. Revista Brasileira de Orientação Profissional, v. 11, n. 2, p. 299-309, 2010.

SENGE, P.; KLEINER,; A. ROBERTS, C.; ROSS, R.; ROTH, G.; SMITH, B. A Dança das Mudanças. 8.ed. São Paulo: Campus, 2000.

THIER, M.J. Coaching Clues: real stories, powerful solutions, practical tools. London: Nicholas Brealey Publishing, 2003.

TOBIAS, L. Coaching Executives. Consulting Psychology Journal: Practice and Research, v. 48, n. 2, p. 87-95, 1996.

WHITMORE, J. Coaching para Performance. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2008.


Texto completo: PDF